Afrânio Bezerra Cavalcanti é Gente Que Faz

A Avenida Duarte da Silveira, mais conhecida como Beira Rio, é um dos mais importantes corredores de acesso entre o Centro e a orla marítima de João Pessoa, com fluxo constante de veículos em quase todos os dias da semana. Só que isso nem sempre foi assim, conforme explica o empresário Afrânio Bezerra Cavalcanti, proprietário do posto Quality, um dos precursores na revenda de combustíveis na Paraíba e cuja trajetória o Informe Sindipetro/PB passa a contar a partir de agora, inaugurando a seção Gente Que Faz.

Ex-deputado, empresário bem sucedido, pai de família e cidadão respeitado. Afrânio Bezerra Cavalcanti é daqueles que sempre lutou e acreditou no desenvolvimento de João Pessoa e da Paraíba, tanto que no inicio da década de 1970, após viver um dilema sobre em que área mergulhar empresarialmente, resolveu incursionar no segmento de combustíveis.

Empresário com quase quatro décadas de atuação e detentor de uma atuação destacada dentro da categoria, Afrânio observa com ressalva o cenário atual da revenda de combustíveis na Paraíba e no Brasil. Ele critica a forma como os empresários são percebidos pela sociedade e credita isso aos maus empresários do setor denominados por ele de “páraquedistas”. “Essas pessoas entraram no negócio após a liberação dos preços e o que vemos hoje é uma verdadeira enxurrada de postos para um mercado que não comporta tudo isso, daí toda essa concorrência predatória que assistimos”, conta.

Afrânio revela que muitos estabelecimentos foram fechados por conta dessa situação agravada, segundo ele, em virtude da irresponsabilidade de algumas autoridades. “Foi apregoada a idéia de que dono de posto vive nas nuvens com tanto lucro, o que é uma inverdade difundida na época pelo antigo coordenador do Procon Municipal. O senhor Odon Bezerra equivocou-se profundamente e projudicou todo um segmento com as suas afirmações. Hoje, depois de todo o vendaval que atravessamos, sobrevivemos às duras penas, porém o mercado já não é mais o mesmo, e isso é preciso ser dito em resposta a tudo que passamos”, lamenta.

Ao comentar os episódios tristes que passou, Afrânio Bezerra Cavalcanti revolve o começo difícil do seu empreendimento. Com pouca infra-estrutura, a Rua Adolfo Cirne, assim denominada a época, era um perímetro urbano pouco habitado e sem qualquer atrativo para futuros negócios. O incentivo de um gerente da Petrobras e o olhar visionário de quem acreditava estar diante de uma grande oportunidade o motivaram a “mergulhar de cabeça” no projeto.

“Lembro do senhor João Batista, na época gerente da Petrobras, dando todo o incentivo para o negócio. Aliás, a Petrobras deu todo o suporte quando iniciamos a construção. Na época fiz um empréstimo de pouco mais de 2,9 milhões de cruzeiros e fiz a aquisição dos equipamentos e também do material para construção”, relata Afrânio.

A história do posto Quality se confunde muito com o desenvolvimento da rua que mais adiante passaria a ter nome de Avenida Beira Rio. O empreendimento, que começou com apenas quatro bombas para abastecimento de combustíveis e apenas nove funcionários, foi um dos primeiros a instalar loja de conveniência e é considerado atualmente um dos mais bem equipados e instalados da grande João Pessoa.

Com 80 colaboradores e funcionando diariamente das 6h às 22 horas, o posto Quality é detentor de uma estrutura invejável, sendo um equipamento que dispõe de conveniência, restaurante, salas e lojas de serviços.

Apesar das dificuldades inerentes à própria revenda, Afrânio Bezerra Cavalcanti ainda acredita numa reviravolta no setor que possibilite melhorar o atual mercado. Para tanto, entende ser preciso uma ação mais direta dos governos, sobretudo o Federal, no sentido de reduzir a alta carga de impostos incidentes sobre os produtos. “É preciso entender que o empresário é um financiador do país, pois é através dele que toda uma cadeia de emprego e renda se movimenta”, destaca.

O empresário espera que um dia a sociedade reconheça o papel exercido pela revenda, mudando o atual conceito sobre o segmento. “O proprietário de posto de combustível é um empresário como qualquer outro. É uma pessoa que acredita no potencial humano, investe no país e trabalha para o desenvolvimento do seu município, estado ou nação, daí a minha crença de que esse pensamento possa ser modificado, mesmo que seja tarde”, finaliza.